Informações sobre o óleo de linhaça

ÓLEO DE LINHAÇA


O óleo de linhaça, ou semente de linho, é um ácido graxo essencial que oferece muitos benefícios à saúde. Pesquisadores acreditam que isso se dá porque a semente possui propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias. Ainda contém vitaminas B1, B2, C, E, caroteno e minerais como ferro, zinco, alguma quantidade de potássio, magnésio, fósforo e cálcio.
A semente de linhaça é a mais rica fonte de Ômega 3 existente na natureza. Também possui Ômega 6 e um composto chamado LIGNANA. (A lignana funciona como um falso hormônio. É o que os especialistas chamam de fitoestrógeno. Portanto auxilia no equilíbrio hormonal, amenizando distúrbios causados pela TPM e menopausa.)

De origem asiática, pertence à família Linácea. Existem 2 tipos: a linhaça dourada e a marrom.
É bem mais difícil encontrar a clara aqui no Brasil, já que ela dá preferência a climas frios. Geralmente é importada do Canadá. Seu sabor é mais suave do que o da escura.
A semente escura, nativa da região mediterrânea, já está adaptada ao solo brasileiro, onde se deu bem por causa do clima quente. Comparada com a dourada, a casca é um pouco mais resistente. Quanto aos nutrientes, não perde nada para a outra variedade.

A semente de linhaça moída traz mais benefícios nutricionais que a semente inteira, que possui casca dura, difícil de digerir. Portanto, uma forma fácil de quebrar as sementes é passá-las em processador ou liquidificador na tecla pulsar, para que não vire pó. Mas tem que bater e comer logo, porque a linhaça é muito suscetível à oxidação. Se desejar guardar, coloque-a em refrigerador e deixe fora da luz. Para prepará-la é necessário deixá-la no forno baixo por 15 minutos. Isso porque embora contenha substâncias essenciais, o que faz dela um alimento funcional de primeira grandeza, a linhaça carrega compostos que poderiam interferir na absorção de nutrientes. O que se sabe é que o aquecimento da semente neutraliza esse inconveniente. Claro que se for usada na preparação de receitas assadas, como pães ou biscoitos, não precissará desse processo.

A quantidade recomendada para o consumo é de 25 gramas (1 colher de sopa – bem cheia) a 45gramas (quase 2 colheres) por dia. As sementes podem ser utilizadas em iogurtes, saladas, sucos, vitaminas, misturadas à cereais, massas de pães e bolos e em todos os outros alimentos.

DICA: Também pode substituir o óleo ou gordura utilizada em uma receita. Por exemplo: Se uma receita pedir 1/3 de xícara (chá) de óleo, use 1 colher (sopa) de semente de linhaça moída em substituição.

Uma outra forma de conseguir os benefícios da linhaça, que é extraído da semente inteira, é consumi-la em cápsulas gelatinosas, sendo utilizadas como suplemento.
É excelente para combater a calvície e ainda promete mais brilho aos cabelos. Essa é uma ótima notícia para quem sofre com esse fantasma!

Aproveitando a dica dada por Marco Antonio de Biaggi, adorei obter mais informações sobre o produto… e fiquei FÃ! Pretendo incluí-la nos meus cuidados diários… E você? O que achou? Beijos…

Fonte: Rejane Neves-Souza, Farmacêutica Bioquímica da Universidade do Norte do Paraná

Comments are closed.